Gestão Paulo Câmara: Pernambuco já registra 65 mortes por influenza em menos de um mês

Política Saúde Últimas Notícias

A epidemia de Influenza continua fazendo vítimas em Pernambuco. De acordo com o último levantamento da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), mais 27 mortes foram confirmadas nesta terça-feira (11) elevando para 65 o número de óbitos causados pela doença em menos de um mês.

Das mortes registradas, 22 foram de homens e 43, de mulheres. Além disso, 64 foram confirmados para influenza A H3N2 e em uma amostra não foi possível identificar a cepa do vírus (subtipada).

O último balanço da Saúde no estado registrou que Pernambuco acumula 8.337 casos de influenza A desde dezembro – sendo 1.945 amostras positivas apenas nessa nova rodada de análises feita pelo Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco (Lacen-PE).

Dos 8.337 casos informados oficialmente, 8.245 são de influenza A H3N2 e 92 influenza A não subtipada. 

Até o momento, 799 casos, equivalente a 9,6% do total, apresentaram quadro de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag), sendo 790 do subtipo H3N2 e 9 casos não subtipados.

Mortes

 Os 65 pacientes infectados pela influenza que morreram eram residentes do Recife (34), Palmares (3), Ipojuca (2), Jaboatão dos Guararapes (5), São Lourenço da Mata (2), Escada (1), Goiana (1), Olinda (3), Sirinhaém (1), Timbaúba (1), Tracunhaém (1), Abreu e Lima (1), Condado (2), São Vicente Ferrer (1), Catende (1), Camaragibe (2), Aliança (1), Igarassu (1), Cabo de Santo Agostinho (1) e Moreno (1). 

As idades dos pacientes variam entre 1 ano e 98 anos. As faixas etárias são: 1 a 9 (1), 10 a 19 (3), 20 a 29 (1), 30 a 39 (4), 40 a 49 (3), 50 a 59 (9) e 60 e mais (44). 

Os pacientes apresentavam comorbidades e possuíam fatores de risco para complicação por influenza, como diabetes, doença cardiovascular, doença renal crônica, hipertensão arterial e sobrepeso.

Com informações da Folha de Pernambuco

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *